Zé Urbano

Loading...

quinta-feira, 24 de março de 2011

Ponto G

E lá vou eu...
correndo noite afora
atrás daquela senhora
que passsa sem me ver...

que passa desaforada,
vento ventando vestido,
de tragada e baforada,
cuspindo: culpado é o cupido!!

Vou direto ao ponto G,
que fica bem no seu ouvido,
digo tudo o que sei dizer
e ela diz: tá consentido!!!

Só pernoite é pouco pra motel,
uma semana de recolho,
subindo parede de rapel
sem nunca pregar o olho,

aproveito a chance dada
por essa senhora despida
que empunha minha espada
e faz valer a pena, minha vida!!

Um comentário:

Malu disse...

Muito bom !!!
Concordo com seu comentário ... :)


Bjo e um Dia Feliz.