Zé Urbano

Loading...

domingo, 13 de outubro de 2013

TODO POEMA, AO NASCER,
PEDE UM GOLE DE EXISTÊNCIA
E LOGO PASSA À ETERNIDADE,
EMBRIAGADO DE EXISTIR.

Nenhum comentário: