Zé Urbano

Loading...

quarta-feira, 15 de julho de 2009

AFIADOR

Qual uma traça histérica

rasgaste minhas vestes

e essa histeria genética

não me diz a que vieste.


Chegaste assim troglodita

espetando minha cava

com essa adaga maldita

que rasga a pele e me escava.


E o aço que me queimava

queria meu sangue que esvaía,

e a tua boca gargalhava

fazendo de mim tropelia.


Mas, num momento distraída

olhaste a lâmina tão esguia,

roubei-te a faca tão temida

e sujei de sangue a esquadria.

Nenhum comentário: