Zé Urbano

Loading...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Amor te A morte Amor te amor

Tem morte morrida, morte matada.
Tem morte sofrida, morte chorada.
Tem morte furada, morte por nada.
Tem morte contida, morte cantada.

Tem morte bonita, morte maldita.
Tem morte aflita, morte que grita.
Tem morte indecisa, morte que alisa.
Tem morte que é cinza, morte Maisa.

Tem morte que afronta, morte que aponta.
Tem morte que espanta, mortes tantas.
Tem morte chinfrim, morte assim.
Tem morte ruim, morte de mim.

Tem morte que ensina, a vida é uma sina.
Tem morte que canta, a vida é tão bela.
A morte te avisa que a vida é precisa.
A morte nos leva pois a vida é dela.

2 comentários:

Silvana Bronze disse...

A morte: estrela do amanhã.

golbery chaplin disse...

Dessa aí fiz uma música. Vamos publicar qualquer hora aqui. Abraço