Zé Urbano

Loading...

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Bobo da corte


Morte ao Rei!
Morte ao Rei!
Gritava (já no cesto)
a cabeça guilhotinada
do bobo da corte.
Deixou de ser bobo
logo após a morte.
É... nunca é tarde
para deixar de ser covarde.

Um comentário:

Silvana Bronze disse...

BRAVOOOO!!!!!!!!!!!!!