Zé Urbano

Loading...

domingo, 19 de abril de 2009

PURA SACANAGEM

Tu és o nômio fresco da tiez ramalda
deixando as ramas do gentil cinábrio,
nemália branca que o ourelar desfralda
na relva fresca do entoifar calábrio.

És o entravo lírio me adoçando a calda
que hifeniza o bário me deixando ébrio,
qual rifão no nicho arrancando a fralda,
migalhando um lêsmio no portal tenébrio.

Das mãos bainilhas, divelentes, fúmeas,
desfolho garço teus artelhos gáveos,
me levando à nívea anilada e plúmbea.

Teus lábios gázeos de amargar fluídos,
rubejando em grises e tecidos cárneos
grafunham révoas com grulhôes premidos!


NÃO QUER DIZER NADA, MAS IMPRESSIONA!
Tentei metrificar, entendidos que me digam se consegui!
Chaplin

SONETO DE UM AMIGO: HTTP://POETACHAPLIN.BLOGSPOT.COM

Um comentário:

Silvana Bronze disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.