Zé Urbano

Loading...

sábado, 1 de novembro de 2008


APRENDIZ

Quem pode explicar esse meu gostar.
Quem pode entender esse meu querer.
Te amo e não sei te amar.
Te quero mas não sei mostrar.
Ah! Se fosse fácil
e pudesses me ensinar.
Ah! Se eu fosse fácil
e pudesse aprender,
que sempre te perco
por não saber te querer.

Um comentário:

golbery chaplin disse...

TIPO ASSIM

Tipo assim... músico, poeta, cantor..
Só tem de seu um doído violão;
viaja numa plataforma, ambígua cor,
homônimo artista,trem remoto chão.

Será que errou de trilho, areia, suor?
Sem os cúmplices de longínquo outrora
murcharam mares, galhos de isopor
tremeram, mãos apertaram nós agora.

Passeei por teus acordes pálidos e ausentes;
escuro sufocamento num vácuo triste
cegou-me o peito e minha dor cansada.

Ao longe, tua voz perdida, que consente
cravos e goivos, o calvário que existe
cravado no sonho amargo do teu nada!

dichaplin@yahoo.com.br