Zé Urbano

Loading...

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O BRONZE QUE VALE OURO
(para minha amiga Silvana)

Foi o mar que me trouxe
aquela linda conchinha
Veio serôdia, cor de ameixa
Veio toda se achando minha.

Fechadinha no seu mundo
Sem nunca ter visto o sol
Tirei-a do barro imundo
Lavei-a todinha com amor ancil.

De repente abriu-se toda
Olhou-me com um olhar coral
Foi logo dizendo:trago encomenda
das ondas do mar azul,

(Entregou-me uma pérola
que reluzia luz insana)
quem te mandou foi ela,
a menina bronze... Silvana!

2 comentários:

Silvana Bronze disse...

Bah, mas que lindo!!
Fico lisonjeada, obrigada, Poeta.

Rafael disse...

É, realmente essa é especial...

Bela rima!Parabéns!!!

Abraço